Estudo do processo migratório na abordagem da qualidade de vida: o caso dos servidores docentes do IFMG – Campus Bambuí

Arnaldo Francisco, Simone Caldas Tavares Mafra, Maria das Dores Saraiva de Loreto, Karla Maria Damiano Teixeira

Resumo


Este estudo buscou analisar os fatores determinantes do processo migratório de docentes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG), Campus Bambuí. Sob esse contexto, a questão colocada em discussão foi a associação ou não da emigração com o desenvolvimento do município ou com as condições da Instituição de Ensino à qual estavam vinculados os servidores. A população foi composta por ex-servidores do IFMG Bambuí que migraram no período compreendido entre 1999 e 2009. Os resultados indicaram que as principais motivações para essa emigração foram questões relacionadas à família e aos interesses familiares, assim como a necessidade de melhor infraestrutura e oportunidades de trabalho e estudos para ascensão na carreira. Tais motivações evidenciam a necessidade de melhorias na infraestrutura do município no âmbito da cultura, educação, saúde e lazer, oportunizando melhores condições e qualidade de vida.

Palavras-chave: Migração. Motivações. Qualidade de vida.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais