Percepção de adolescentes sobre as causas da violência doméstica e familiar contra as mulheres

Palavras-chave: violência doméstica e familiar contra as mulheres, causas da violência, educação, mídia, adolescentes.

Resumo

Este artigo investiga a percepção de adolescentes sobre a violência doméstica e familiar cometida contra as mulheres, buscando identificar sua compreensão sobre as causas desse tipo de violência. Para a coleta de dados, foram analisadas 392 redações, escritas por alunos do ensino médio de uma escola pública.  Prevaleceram como causas, na opinião dos participantes: o machismo, o uso de álcool e de drogas ilícitas, e discordâncias entre o casal ou a família. Em sua maioria, os participantes não identificaram o componente da desigualdade de gênero como causa da violência doméstica e familiar contra as mulheres, sendo ressaltada a permanência de valores machistas entre os adolescentes, especialmente entre os do gênero masculino. Verificou-se, ainda, a grande influência do discurso midiático e de suas próprias vivências em família na elaboração dos textos, já que não existe uma abordagem sistematizada e transversal sobre o tema na escola. Problematiza-se que a falta de informação pode contribuir para a perpetuação de sua prática, através da naturalização da violência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yara Lopes Singulano

Bacharela em Direito e Mestra em Economia Doméstica pela Universidade Federal de Viçosa. Advogada. Professora assistente dos cursos de graduação de Direito e de Administração da Unifagoc - Ubá/MG.

Karla Maria Damiano Teixeira, Universidade Federal de Viçosa

PhD em Family and Child Ecology pela Michigan State University, Estados Unidos. Professora Titular do Departamento de Economia Doméstica da Universidade Federal de Viçosa.

Publicado
2020-06-03
Como Citar
Singulano, Y. L., & Damiano Teixeira, K. M. (2020). Percepção de adolescentes sobre as causas da violência doméstica e familiar contra as mulheres. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 31(1), 96-118. https://doi.org/10.31423/oikos.v31i1.8979

Most read articles by the same author(s)