Padrão de consumo familiar em diferentes estágios de ciclo de vida e níveis de renda no município de Bambuí–MG

  • Érik Campos Dominik Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais – IFMG Campus Bambuí
  • Neuza Maria da Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Maria das Dores Saraiva de Loreto Universidade Federal de Viçosa
  • José Ferreira de Noronha

Resumo

O padrão de consumo das famílias possui relação bastante estreita com os níveis de renda e com os estágios do ciclo de vida familiar (CVF), na medida em que há uma tendência de maiores gastos com despesas essenciais nos menores níveis de renda e com saúde nas famílias nos estágios finais, por exemplo. O objetivo deste trabalho é analisar o padrão de consumo das famílias de Bambuí em função da renda, dos estágios do CVF e dos subestratos formados por estas variáveis. Realizou-se uma pesquisa descritiva e explicativa, com amostra significativa de domicílios urbanos. Os resultados mostraram que despesas essenciais, como alimentação e habitação, variaram mais com a renda que com os estágios do CVF, enquanto esta última variável afetou outros itens básicos, como vestuário e saúde. Outros itens menos básicos foram afetados fortemente por ambas as variáveis, como transporte e educação particular, enquanto outros pouco se alteraram.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Érik Campos Dominik, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais – IFMG Campus Bambuí
Professor do Depto. Ciências Gerenciais do Campus Bambuí Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais – IFMG Campus Bambuí e mestrando em Economia Doméstica na Universidade Federal de Viçosa-MG.
Neuza Maria da Silva, Universidade Federal de Viçosa
Profª do Depto. Economia Doméstica da Universidade Federal de Viçosa, UFV.
Maria das Dores Saraiva de Loreto, Universidade Federal de Viçosa
Profª do Depto. Economia Doméstica da Universidade Federal de Viçosa, UFV.
José Ferreira de Noronha
Professor aposentado da Universidade Federal de Goiás, antes cedido ao IFMG.

Referências

BENNETT, Peter Dunne; KASSARJIAN, Harold H. O comportamento do consumidor. Trad. Vera Maria C. Nogueira e Danilo A. Nogueira. São Paulo: Atlas, 1975.

BLACKWELL, Roger D.; MINIARD, Paul W.; ENGEL, James F. Comportamento do consumidor. Trad. de Eduardo Teixeira Ayrosa (coord.). 2ª reimp. da 1 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2009. 606 p.

CARTER, Betty; McGOLDRICK, Monica. As mudanças no ciclo de vida familiar: uma estrutura para a terapia familiar. Tradução de Maria Adriana Veríssimo Veronese. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 1995. 510 p.

____________. Family Development. Filadélfia: Lippincott, 1957. apud RELVAS, A. P. O Ciclo Vital da Família. Perspectiva Sistémica. Porto: Edições Afrontamento, 2000.


INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares: POF 1995-1996, primeiros resultados. Rio de Janeiro: IBGE, 1997.

____________. Pesquisa de Orçamentos Familiares: POF 1995-1996. Rio de Janeiro: IBGE, 1997.

____________. Censo Demográfico de 2000. Rio de Janeiro, IBGE, 2001.

____________. Pesquisa de Orçamentos Familiares: POF 2002-2003, primeiros resultados. Rio de Janeiro: IBGE, 2003.

____________. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: PNAD 2006. Rio de Janeiro: IBGE, 2007.

____________. Pesquisa de Orçamentos Familiares: POF 2008-2009, primeiros resultados. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

LANSING, John B.; MORGAN, James N. Consumer finances over the life cycle. In: CLARK, Lincoln H. Consumer Behavior: the life cycle and consumer behavior. 4 ed. New York: Nem York University Press, 1966. 125 p.

MODIGLIANI, Franco. Life cycle, individual thrift, and the wealth of nations. The American Economic Review, n.76, p. 297-313, 1986. apud NÉRI, Marcelo; CARVALHO, Kátia; NASCIMENTO, Mabel. Ciclo da vida e motivações financeiras: com especial atenção aos idosos brasileiros. Texto para Discussão nº 691. Rio de Janeiro: IPEA, dez. 1999.

MURPHY, P. E.; STAPLES, W. A. A modernized family life cycle. Journal of Consumer Research, v. 6, pp. 12-22, 1979. apud SARAIVA JR., Francisco Ilson. Em busca de um modelo brasileiro de ciclo de vida familiar para segmentação de mercado. São Paulo: FGV, 2005. 105 p. Dissertação apresentada à Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, como requisito para obtenção do título de Mestre em Administração de Empresas.

NÉRI, Marcelo; CARVALHO, Kátia; NASCIMENTO, Mabel. Ciclo da vida e motivações financeiras: com especial atenção aos idosos brasileiros. Texto para Discussão nº 691. Rio de Janeiro: IPEA, dez. 1999.

RELVAS, A. P. O Ciclo Vital da Família: perspectiva sistêmica. Porto: Edições Afrontamento, 2000. apud SOARES, Hélia Maria. O acompanhamento da família no seu processo de adaptação e exercício da parentalidade: intervenção de enfermagem. Porto-Portugal: Universidade do Porto, 2008. Dissertação de candidatura ao cargo de Mestre em Ciências da Enfermagem submetida ao Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto. 221 p.

ROCHA, Everardo; BARROS, Carla. Entre mundos distintos: notas sobre comunicação e consumo em um grupo social. In: BACCEGA, Maria Aparecida. Comunicação e culturas do consumo. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2008. 229 p.

SANDRONI, Paulo. Dicionário de Economia. São Paulo: Best Seller, 1989. 331 p.

SARAIVA JR., Francisco Ilson. Em busca de um modelo brasileiro de ciclo de vida familiar para segmentação de mercado. São Paulo: FGV, 2005. 105 p. Dissertação apresentada à Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, como requisito para obtenção do título de Mestre em Administração de Empresas.
Publicado
2012-06-15
Como Citar
Dominik, Érik C., Silva, N. M. da, Loreto, M. das D. S. de, & Noronha, J. F. de. (2012). Padrão de consumo familiar em diferentes estágios de ciclo de vida e níveis de renda no município de Bambuí–MG. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 23(1), 201-225. Recuperado de https://periodicos.ufv.br/oikos/article/view/3647
Seção
Artigos