O direito humano a alimentação adequada e saudável e a política da assistência social

Reflexões sobre a integração entre os sistemas a partir da percepção dos/as trabalhadores/as do SUAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31423/oikos.v31i2.9851

Palavras-chave:

Direito Humano a Alimentação Adequada e Saudável. Sistema Único da Assistência social. Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional. Intersetorialidade.

Resumo

Este artigo tem como objetivo tratar as interfaces entre SUAS e o SISAN na efetivação dos Direitos Humanos de modo geral e, em particular do Direito Humano à Alimentação. Apresentamos uma abordagem qualitativa sobre o tema, resultante de trabalho de formação desenvolvido na Política de Educação Permanente dos/as trabalhadores/as do SUAS, através do projeto CapacitaSUAS /PE.  Neste artigo as interfaces entre SUAS e o SISAN são apresentadas e analisadas a partir dos aspectos apontados pelos/as trabalhadores/as do SUAS a partir da realidade dos municípios em que atuam. O material para a análise foi levantado a partir do  curso, SUAS e SISAN: A segurança alimentar e nutricional e a inserção no Sistema Único da Assistência Social, que foi ofertado na modalidade Ensino a Distância, com a participação de 381 cursistas. Para os/as trabalhadores/as a insegurança alimentar está diretamente relacionada a fome. O CRAS é apontado como principal equipamento, no entanto a resposta nos municípios é reportada a apenas duas ofertas, a do Programa Bolsa Família e aos benefícios eventuais. A intersetorialidade entre as políticas é tida como desafio e a integração no cotidiano dos municípios como frágil ou inexistente.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel de Aragão Uchoa Fernandes

Professora da disciplina Família e Sociedade do Departamento de Ciências Domésticas da Universidade Federal Rural de Pernambuco

Referências

BRASIL. Lei nº 11.346 de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN com vistas a assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Diário Oficial da União 2006.
BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social. A segurança alimentar e nutricional no Brasil depende muito da assistência social: entrevista com Aroldo de Campos, 2015. Disponível em:<http://mds.gov.br/area-de-imprensa/ noticias/2015 /julho/201 ca-seguranca-alimentar-e-nutricional-no-brasil-depende-muito-da-assistencia-social201d. Acesso em: jul. 2018.
BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social. Articulação SUAS e SISAN. Disponível em:<https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_ social/informe/SUAS_SISAN.PDF. Acesso em: jun. 2018.
BRASIL. Resolução 181. Dispõe sobre os parâmetros para interpretação dos direitos e adequação dos serviços relacionados ao atendimento de Crianças e Adolescentes pertencentes a Povos e Comunidades Tradicionais no Brasil. Diário Oficial da União, Brasília, 18 nov. 2016.

CARDOSO, Adalberto Moreira. A Construção da Sociedade do Trabalho no Brasil: uma investigação sobre a persistência secular das desigualdades. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010.

CASARIL, CASARIL, K. B. P. B; CASARIL, C. C. A fome para Josué de Castro e a discussão sobre a segurança alimentar no Brasil. Volume 13 – Número 18 – Jul/Dez 2011 – pp. 145-171

CASTRO, A. M. (Org.) Fome: um tema proibido – últimos escritos de Josué de
Castro. 4ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CASTRO, Josué. Geografia da Fome: o dilema brasileiro: pão ou aço. São Paulo: Brasiliense, 2001.

MOREIRA, Crispim. Soberania Alimentar e Fome Zero. BRASIL, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a fome. Fome Zero: Uma história Brasileira. Brasília, DF: MDS, Assessoria Fome Zero, v.2, 2010. p. 48-59.

FERNANDES, Raquel de Aragão Uchôa. O Direito Humano Á Alimentação Adequada e o Cotidiano aa Política da Assistência Social. In: SILVA, Aristoteles Veloso da; OLIVEIRA, Paula Vanusa de Santana Tavares de; GONÇALVES, Rosineide Maria (Orgs.). Programa CapacitaSUAS no estado de Pernambuco: experiências temáticas dos cursos de ensino a distância. Caruaru: Editora Asces, 2018. p.203-220.

SILIPRANDI, E. Políticas de segurança alimentar e relações de gênero. Cadernos de Debate, Campinas, v. XI, p. 38-57, 2004.

SOUZA, Jessé. A ralé brasileira; quem são e como vivem. Ed. UFMG, 2016.

SPOSATI, Aldaisa.Proteção social e seguridade social no Brasil:pautas para o trabalho do assistente social.Serv. Soc. Soc.[online]. 2013, n.116, pp.652-674.
Organização das Nações Unidas no Brasil. O que são direitos humanos. Disponível em:<https://nacoesunidas.org/direitoshumanos/>. Acesso em:jul.2018.
VALENTE, F.L.S, “Direito Humano à Alimentação: desafios e conquistas”. Cortez Editora, São Paulo, 2002.

Downloads

Publicado

2020-08-22

Como Citar

Fernandes, R. de A. U. (2020). O direito humano a alimentação adequada e saudável e a política da assistência social: Reflexões sobre a integração entre os sistemas a partir da percepção dos/as trabalhadores/as do SUAS. Oikos: Família E Sociedade Em Debate, 31(2), 241 - 263. https://doi.org/10.31423/oikos.v31i2.9851

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)